sábado, 18 de setembro de 2010

Bem vindo à Matilha, Cliath

"Depois de uma hora seguindo pelas estradas campestres a moto começou a reduzir a velocidade para finalmente parar em frente ao que parecia ser uma casa de campo perto de um bosque, à frente da casa estavam estacionadas mais duas motos e dois carros:
-Merda eles ja chegaram.- Exclamou o motoqueiro cujo o nome ainda me era desconhecido.-Corre garoto a gente ta atr...
Então enquanto ele falava eu senti o peso do mundo cair sobre mim, de dentro do bosque com um rosnado furioso e dentes a mostra um lobo pulou em cima de mim, ele tinha cerca 1,65 seu pelo era de um cinza brilhante com uma mancha preta que cobria quase todas as suas costas, seus dentes eram enormes e eu tenho a impressão de que mesmo que sua boca tivesse fechada aquelas presas ainda ficariam a mostra, sua pata direita era do tamanho de uma cabeça de criança e estava me pressionando contra o chão, mas os seus olhos eram o que me impressionavam mais, eram negros como a noite mas no fundo deles eu via furia bruta queimar como uma labareda e aquilo me encheu de medo, eu comecei a e revirar embaixo da sua patarra enquanto baba escorria pelo seu focinho e pingava em meu rosto então em um ultimo movimento não sabendo como eu me soltei, as minhas roupas ficaram pra trás enquanto eu me sentia ficar menor e correr rapidamente pra longe dele, não sabendo diabos como eu virei um lobo e corri para tras das pernas do motoqueiro em busca de proteção.:
_Rothgar porra! Eu falei pra matilha que tava trazendo um Cliath, que o moleque tava putamente assustado e é assim que você recebe ele?- O motoqueiro gritava ferozmente em direção ao lobo, eu conseguia ver ele crescendo na minha frente e seu corpo se tornando mais musculoso enquanto seu cabelo crescia assim como suas unhas, ele ainda era pequeno demais e fraco demais para aquele monstro parado a sua frente, mas as suas palavras pareceram surtir efeito imediato fazendo o grande lobo lentamente olhar para o lado e soltar um grunhido que foi traduzido automaticamente como um simples "foi mal" na minha cabeça.
Então o lobo gigantesco foi encolhendo enquanto pegava as roupas que eu havia deixado para trás e jogava na direção das minhas patas ele me cutucou com o focinho e grunhiu, "prazer eu sou Rothgar Esmaga-a-Serpente, Ahroun, Adren dos Crias de Fenris, membro da Matilha Motoclube Fenriswulf" e então enclinou a cabeça como se estivesse sorrindo, eu lentamente voltei a ser humano olhei para ele e falei:
- Meu nome é Sven, eu sou orfão, me meti numa confusão e não sei como, mas por algum motivo eu entendi a porra toda que você falou agora e isso só me assusta mais.
A minha fala fez o motoqueiro explodir em risadas e o Rothgar grunhiu de um modo que ele também aparentava estar achando aquilo engraçado.
-Venha garoto vamos entrar e la dentro tudo ficara perfeitamente claro.-Disse o motoqueiro enquanto me empurrava pra dentro da casa."
É isso essa é a segunda parte e amanha ou depois devo postar a terceira, espero que estajam gostando meus pads. Selama ashal’anore

5 comentários:

  1. Bem legal....mas tem um erro eorme, o mulek teria morrido se estivesse de fato na pata do Rothgar em glabro xD

    ResponderExcluir
  2. O rothgar não tava fazendo pressão... e ele tava em hispo haha, glabro é o semi-humano, vc sempre confunde

    ResponderExcluir
  3. Bem legal....mas tem um erro eorme, o mulek teria morrido se estivesse de fato na pata do Rothgar em hispo xD

    ResponderExcluir
  4. AHH OK, FODA @___@ POTAQUEPARIL, Quero desenhar essa porra u.ú continuaaaa!!!!!! Essa é a 2a parte? Cade a 1a? e cade aquele post legal q vc tinha me mostrado o inicio? Enfim, amei a história e tá foda, não perca a mão, estou cheia de esperanças \o/

    ResponderExcluir